13 agosto 2007

Kaze no tani no Naushika

Kaze no tani no Naushika (vulgo Nausicaä of the Valley of the Winds, 1984)

Nausicaä é o segundo filme da brilhante carreira do animador japonês Hayao Miyazaki, que infelizmente só teve 2 de seus filmes lançados por aqui - A Viagem de Chihiro e O Castelo Animado.
Uma coisa fica clara ao ver o filme, Miyazaki amadureceu muito, adquirindo um estilo próprio e único dentro das animações. Nausicaä flerta muito mais com o anime tradicional dos que seus filmes mais recentes. Não apenas na construção narrativa, mas também na criação gráfica do filme. As extravagâncias estão lá - como ao chorar, água escorre e não lágrimas -; Hayao ainda estava se encontrando. O próprio desenho não se assemelha nos traços, mesmo que procure fazer um desenho mais próximo ao humano. E isso mostra o quão fantástico esse diretor é. Provavelmente o único dentre as artes animadas que faz longas tão autorais, tão artísticos, mesmo que não completamente comprovado em seu início de carreira.
Em contrapartida, a temática do fantástico e místico está presente. Dois mundos estão presentes em Nausicaä, o dos humanos e o dos insetos. Eternos inimigos, aparentemente. Existem criaturas, os 'ohm', extremamente venosos, assim como muitas das plantas. Nausicaä é a princesa do Vale do Vento, um dos povoados terrestres. Quanto o Vale é atacado misteriosamente, descobre-se que um outro povoado, com a ajuda de um monstro, pretendem destriur todo esse mundo alternativo. Nausicaä é contra, pois vê nele a essencialidade. É nessa esfera de conflito que o filme se coloca.
Longe de ser uma apologia à questão ambiental e afins, o que vemos é uma história do choque de dois mundos, tema tão recorrente em sua filmografia. O fantástico é uma mera metáfora, mas uma metáfora que não faz questão de se desdobrar. O intuito não é te fazer refletir sobre a vida, mas sim ver a poesia nela quando, talvez, dela nos aproximarmos. É através da magia que se vê a arte, e dela, extrai-se tudo o que quiser. Miyazaki sempre soube fazer isso, ao que tudo indica.
Nota: 8,5

0 Comentário(s):

Postar um comentário

<< Voltar